Arquivo de Fevereiro, 2011

no jornal - "Diário online/região sul" http://www.regiao-sul.pt/noticia.php?refnoticia=112668

Anúncios

algumas imagens da nossa presença no Algarve a 18 e 19 de Fevereiro – espectáculo “As maminhas de tirésias” dos alunos do 12º ano do curso profissional de teatro no ARTALAIA – quartel da Atalaia – Tavira


Será já nos dias 18 e 19 de Fevereiro que os dois projectos dramáticos dos alunos do 12º ano do nosso curso profissional de teatro estarão presentes no ARTALAIA – quartel da Atalaia em Tavira – estas acções estiveram presentes no Teatro da Trindade (Lisboa) e no Festival SET (Porto)

sobre os espectáculos: Projecto -ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA PASSOS MANUEL
Curso Profissional de Artes do Espectáculo
Espectáculo: As Maminhas de Tirésias
Autor do Texto: G. Apollinaire
Dramaturgo / Tradutor: Goulart Nogueira e Lopo
Encenador: Projecto Colectivo
Género: Teatro
Duração: 50 mins
Sinopse: Texto dramático de G. Apollonaire – Teresa torna-se “Tirésias”… O percurso de uma mulher que se afirma feminista – Que quer ser soldado, deputado…grumo de um restaurante – Comédia surrealista segundo o autor.
Nota suplementar: Sobre “Les Mamelles de Tirésias” G. Apollinaire escreveu:
“A obra foi composta para um teatro antigo porque não nos construíram um teatro moderno. Um teatro redondo com cenário duplo, um no centro e outro no anel superior à volta do público para facilitar o grande desenvolvimento da nossa arte moderna, juntando sem ligação visível como acontece na vida os sons, os gestos, as cores, os gritos, os ruídos, a música, a dança, a acrobacia, a poesia, a pintura, os coros, as acções e os cenários duplos”
Responsável do grupo:
prof. Manuel A. Sousa

 

Espectáculo: eu, Antonin Artaud
Autor do Texto: poemas de Antonin Artaud
Dramaturgo / Tradutor: colectivo
Encenador: Projecto Colectivo
Género: Teatro/performance
Duração: 35 mins
Sinopse: –“E doravante vou consagrar-me
exclusivamente
ao teatro
tal como o concebo,
um teatro de sangue,
um teatro que em cada representação faça ganhar
corporalmente
qualquer coisa
tanto àquele que representa
como àquele
que vem ver representar.
aliás
não se representa
age-se”

(antonin artaud – in “acabar de vez com o juízo de deus”)

a acção performântica é regida por movimentos secretos e processos invisíveis, compostos pela precariedade do instante e imbuídos de certo automatismo que não resvala, no entanto, para lá da razão. o seu aspecto mágico tem em conta que o movimento do corpo é poderoso e suficiente para evocar algo que está para além dos níveis do consciente. os sentidos são, também eles, evocados com propósitos que os transcendem. é, portanto, um trabalho em processo que rompe, na necessidade de diálogo entre linguagens estéticas – um novo território, o território do nada. do vazio.

Responsável do grupo:
prof. Manuel A. Sousa
Participantes – Interpretação (nos dois projectos)
Gonçalo Matos
Eunice Ramalho
Maria Folhas
Maria Menezes
Suse Mata

 

Eu antonin Artaud – dia 18 às 21:30 e dia 19 de Fevereiro às 16.30 horas (Tavira – Quartel da Atalaia)

 

 

 

As maminhas de Tirésias de G. Apollinaire – dia 19 às 21:30 e dia 18 de Fevereiro às 16.30 horas (Tavira – Quartel da Atalaia)